Ainda dá tempo para lucrar com as vendas de Natal – beOne
Cliente consulta o celular para ver o banco virtual do beOne.
Banco virtual ajuda a se preparar para realidade do futuro
dezembro 8, 2020
Pagar convênio não é a única forma de cuidar da saúde
janeiro 10, 2021
Exibir tudo
Duas mulheres olham uma vitrine bem montada para as vendas de Natal.

Muitas pessoas deixaram para comprar presentes na última hora e as vendas de Natal ainda podem gerar bons lucros.

O comércio está atento às oportunidades existentes nas vendas de Natal e ainda dá tempo de conseguir um bom faturamento, mesmo na última hora.

Muitos clientes deixaram para fazer as compras às vésperas dessa data tão especial e isso mostra que eles querem encontrar boas promoções.

Quem oferecer propostas vantajosas, bom atendimento e várias formas de pagamento, tem mais chance de conquistar quem está com pressa.

Veja o que duas pesquisas revelaram a respeito das expectativas em relação às vendas de Natal e descubra como aproveitar da melhor forma possível esse panorama.

As promoções vão atrair quem ainda não fez as compras

As vendas de Natal estão a todo vapor e isso é uma prova de que o comércio ainda pode lucrar com a data comercial mais importante no ano. Alguns clientes anteciparam as compras durante a Black Friday, mesmo assim, milhares deles deixaram a tarefa para a última hora com o objetivo de aproveitar as promoções.

É verdade que a pandemia atrapalhou os planos de qualquer comerciante, mas, apesar disso, é possível atrair os clientes por meio de promoções que incentivem as pessoas a saírem de casa.

Foi isso o que revelou a pesquisa divulgada pela Social Minner, em parceria com a Opinion Box, realizada entre 25 de novembro e 2 de dezembro, em todo o Brasil, com a participação de 1.010 pessoas.

A Covid-19 fez com que as pessoas adotassem comportamento mais cauteloso em relação às finanças e tal mudança chama a atenção. A pesquisa mostrou que para 63% dos entrevistados, boas promoções são o principal motivo que os levariam a fazer as compras de Natal.

Há outros estímulos que fazem as pessoas a pôr a mão no bolso, mesmo numa época como a atual. Boas taxas de frete (32%) e facilidade/opções de pagamento (29%) estão entre as oportunidades que os compradores gostariam de encontrar na hora de escolher os presentes.

E também existe uma ordem de prioridade na escolha de quem vai ganhar algo. No topo da lista estão as mães, com 49% preferência. Logo em seguida vêm os filhos, com 45%; os cônjuges, com 37%; os irmãos, 27%; e os pais, com 26%. Como se diz por aí: só o pessoal lá de casa.

Quem ainda vai às compras, tende a fazer isso indo até a loja porque não há mais tempo para realizar antes do Natal as entregas das vendas online.

Fique de olho nas oportunidades.

Há tempo para as vendas de Natal feitas na última hora

Mulher escolhe roupa durante as compras de Natal.

Os comerciantes que fizerem promoções atraentes têm mais mais chance de se darem bem durante as vendas de Natal.

O pagamento da segunda parcela do 13º salário já foi realizado e esse é mais um motivo para as pessoas saírem só agora de casa em busca dos presentes.

Deixar essa tarefa para a última hora faz com que os clientes façam as compras sem pesquisar muito porque, além de não haver tanto tempo disponível, ainda é preciso evitar aglomerações.

Sendo assim, é mais fácil convencer o cliente a comprar no mesmo lugar tudo o que precisar. Um bom atendimento, acompanhado de ofertas especiais, fará mais diferença do que nunca.

A procura de ofertas é tão grande este ano, que muitas pessoas aproveitaram a Black Friday para antecipar as compras de Natal. Veja quais foram os itens mais vendidos na última semana de novembro, exatamente com esse objetivo:

  • Moda e Acessórios – 58%
  • Saúde e Beleza – 37%
  • Eletrônicos – 37%
  • Eletrodomésticos e eletroportáteis – 36%

A ideia sempre foi poupar, inclusive o tempo de permanência na rua. Isso fez com que muita gente não se importasse tanto com as compras.

Pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SCP Brasil), mostra que 9,3 milhões de pessoas deixaram as compras para a última hora.

Após 25 de dezembro, as vendas devem continuar porque 3% dos consumidores vão adiar as compras para o começo de janeiro. O motivo é bem simples. Aproveitar as promoções de queima de estoque feitas logo após o Natal.

Veja o que você pode fazer para não apenas manter a fidelidade dos clientes para quem vendeu no ano passado, mas também conquistar o cliente da concorrência.

Há clientes insatisfeitos com a compra do ano passado

Mulher insatisfeita com as compras de Natal

Experiências ruins fazem com que os clientes deixem de voltar à mesma loja para fazer as compras na época do Natal.

Pesquisa feita pela Social Minner, em parceria com a Opinion Box, apontou que 36% dos clientes pretendem comprar nas mesmas lojas escolhidas no Natal de 2019.

Porém, 42% dos entrevistados ainda não tomaram tal decisão e isso significa que a disputa pelo cliente continua aberta.

O maior motivo para manter a fidelidade são os preços dos itens comercializados, com 57% das respostas. Em segundo lugar nesse ranking está a confiança na qualidade dos produtos, 43%; na terceira colocação está a confiança na marca 42%.

As boas promoções aparecem como a principal razão que levaria 68% dos clientes a comprarem em uma loja que não conhecem. Bom atendimento e frete barato seguem logo em seguida na lista de justificativa para a mudança, com 48% e 44%, respectivamente.

Os valores que as pessoas pretendem gastar:

  • Até R$ 50 – 6%
  • Entre R$ 50 e R$ 100 – 15%
  • De R$ 100 a R$ 200 – 17%
  • Entre R$ 200 e R$ 300 – 14%
  • De R$ 300 a R$ 400 – 9%
  • Entre R$ 400 e R$ 500 – 10%
  • De 500 a R$ 1.000 – 12%
  • Mais de R$ 1.000 – 9%
  • Não sabe – 8%

Certamente, uma das formas de conquistar o cliente é oferecendo várias formas de pagamento, tendo em vista fazer com que ele escolha a mais vantajosa naquela hora.

O QRCode é uma alternativa que vem crescendo bastante no mercado e quem tem o aplicativo beOne até recebe cashback quando paga a conta usando essa tecnologia.

Dessa forma, o cliente pode comprar antes do Natal, e voltar depois dele para usar o cashback. Trata-se de uma ótima forma de não apenas elevar o faturamento, mas também fidelizar a clientela.

Pense nisso e bons negócios.

Os comentários estão encerrados.

PORTAL